CONSERVAÇÃO | CONSERVATION

Conservação, Educação e Investigação

Conservation, Education and Scientific Research

Os Zoos e Aquários estão numa posição única: a de realizar a conservação de uma forma genuinamente integrada. Para os jovens das grandes cidades, os Zoos e Aquários são muitas vezes o primeiro contacto com a Natureza, agindo por isso como incubadoras dos conservacionistas de amanhã.

The Zoos and Aquariums are positioned in a unique situation: they are able to work for nature conservation in a genuinely integrated perspective. For the youngsters in large urban areas, the Zoos and Aquariums are almost always the gateway for their first contact with nature, thus acting as incubators of the future conservation professionals.


A investigação conduzida pelos Zoos e Aquários é vital para a compreensão dos componentes da biodiversidade e das suas interacções. As campanhas de sensibilização pública e os programas de comunicação supervisionados por zoos são fundamentais para fazer o público perceber a importância da Natureza, tanto estética como utilitária. Os esforços dos zoos  para transmitir capacidade e tecnologia a colegas noutras partes do Mundo assegurarão uma contribuição a longo prazo dos Zoos e Aquários para a conservação da biodiversidade, ao mesmo tempo que promoverão um espírito de colaboração e cooperação muito necessário no nosso Mundo tão perturbado. Finalmente, o apoio financeiro angariado pelos Zoos  e Aquários para a conservação demonstrará o empenho das populações urbanas em manter as áreas selvagens do planeta Terra. (WAZA 2005)

The scientific research activity which is being conducted by Zoos and Aquariums is vital for the understanding of the several biodiversity components and their respective interactions. 

The public awareness campaigns and the communication programmes run by Zoos have a fundamental role in the public consciousness regarding the importance of nature, both on an aesthetical and utilitarian level. 

 The efforts made by Zoos to convey capacity and technology to their professional counterparts in other regions of the World will ensure a long term contribution of the Zoos and Aquariums for the conservation of biodiversity, simultaneously to the development of the necessary collaborative spirit which is of ultimate benefit to our disturbed present World.

 Finally, the financial support which is raised by the Zoos and Aquariums for nature conservation activities will prove the commitment of the urban populations with the preservation of the wild natural areas of the Earth (WAZA, 2005).


CONSERVAÇÃO
Diariamente centenas de espécies caminham para a extinção. Segundo a UICN (União Internacional da Conservação da Natureza), das 71576 espécies monitorizadas por esta Organização, 21286 encontram-se ameaçadas de extinção e, destas, 4286 correm sério risco de desaparecer.

As principais causas identificadas para esta fatalidade são perda de habitat, a introdução de espécies invasivas, a sobre-exploração dos recursos naturais, o comércio ilegal, a desflorestação, a poluição e o Homem. Estes factores colocam os ecossistemas em risco, levando ao desaparecimento de centenas de espécies, ameaçando todo o nosso planeta.

O compromisso da APZA na Conservação das Espécies  é efectuado, através de diversos eixos de actuação:
     -   pela reprodução de espécies;
     -   pela manutenção de grupos de animais do mesmo sexo, de forma a criar indivíduos que posteriormente irão reproduzir noutros zoos;
     -   pela partilha de informação com os visitantes através de todos os meios disponíveis (Folhetos, Painéis explicativos, jornais, revistas, televisão, website, redes sociais, etc.);
     -   pela participação em campanhas de conservação .

Os membros da APZA, enquanto instituição individual e colectiva na comunidade zoológica, reconhecem o seu papel único na educação ambiental e na conservação ao nível mundial das espécies e dos seus habitats

São por isso parte integrante das actividades dos membros da APZA os valores da sustentabilidade e responsabilidade ambiental conduzido em conjunto com os mais elevados padrões de bem estar animal

Neste sentido os membros da APZA desenvolvem diversos projectos de conservação in-situ, na protecção de espécies e dos seus habitats, no âmbito nacional e internacional, concertando acções com diversos órgãos de conservação (ICNF, EPMAG, IUICN, CBSG).

Destaca-se ainda o papel colectivo, do Zoos e Aquários, nas diferentes associações de nível internacional - World Association of Zoos and Aquariums (WAZA) e âmbito regional - European Association of Zoos and Aquaria (EAZA), Association of Zoos and Aquariums (AZA), Asociación Latinoamericana de Parques Zoológicos y Acuarios (ALPZA) e European Union of Aquarium Curators (EUAC)

Os programas de reprodução ex-situ, em cooperação internacional e regional, salvaguardam a realização da missão dos Zoos e Aquários, mas à escala regional e internacional, permitem constituir valiosos bancos de genes e de efectivos das populações silvestres

A todos os níveis regional e internacional, os zoos e aquarios contam com os Taxon Advisory Groups (TAGs) que são grupos de trabalho formados por especialistas dos respectivos taxones, grupos relacionados de espécies.

Os TAGs desenvolvem Planos de Coleção Regionais, importante base de trabalho para todos os Zoos e Aquários, mas essências para a conservação das espécies a nível global. Estes planos regionais identificam ainda as espécies que devem ser sujeitas a uma gestão intensiva,  através de Programas Europeus de Reprodução de Espécies Ameaçadas (EEP), para além dos registos da população em Studbooks.

O Programa Europeu de Reprodução de Espécies Ameaçadas (EEP) permite a acção conjunta dos Zoos e Aquários tendo sempre em vista a manutenção de populações demograficamente e geneticamente saudáveis para a conservação ex-situ da espécie e eventual reintrodução em habitat natural.

O Studbook Europeu (ESB) ou Internacional (ISB) é um livro de registo de dados referente a uma determinada espécie, informações essenciais para a articulação de indivíduos entre os Zoos e Aquários de todo o Mundo.

Os membros da APZA participam em mais de uma centena de programas de reprodução de espécies EEP/ESB/ISB.

Na sua totalidade, os programas regionais e internacionais, compilam e actualizam dados biológicos de cerca de 1000 grupos de espécies, distribuídas pelas diferentes regiões associativas, garantindo a mais completa e rigorosa base de dados de populações ex-situ.

Para mais informações consulte as páginas dos membros da APZA.

CONSERVATION

Hundreds of species are heading for extinction on a daily basis. According to the IUCN (International Union for Conservation of Nature) 21 286 out of the 71 576 species already assessed by this organisation are considered threatened with extinction, among which 4 286 are incurring in a serious risk of disappearance.

 The main factors identified as responsible for this catastrophe are the habitat loss and degradation, the introduction of invasive species, the over-exploitation of the natural resources, the illegal trade of wild species, the massive deforestation and the pollution. These factors are putting the natural ecosystems at risk and leading to the disappearance of hundreds of species , thus posing a threat to our whole planet.

The commitment of the APZA with the Species Conservation is accomplished through a number of practice axes, namely by the:

― species reproduction;

― keeping of bachelor groups from which some specimens can later on be sent to breed in other zoos;

― dissemination of information among the zoo visitors by all means available (brochures, information boards, journals and newspapers, magazines, television, websites, social networks, etc.);

― participation in conservation campaigns.

The APZA members, as individual and collective institutions among the zoological community, recognise their unique role, on a world level, in the environmental education and conservation of the wild species and their respective habitats.

The values of sustainability and environmental responsibility are as thus a key part of the APZA members’ activities, which they conduct in conjunction with the highest standards of animal welfare.

In this regard, the APZA members develop diverse in-situ conservation projects, aimed for the protection of the wild species and their habitats, on both national and international levels, and in coordination with several conservation organisations (for example, ICNF and EPMAG, in Portugal, or IUCN and CBSG, on an international level).

We can also highlight the collective role of Zoos and Aquariums on the different associations of international scope ― World Association of Zoos and Aquariums (WAZA) ― as well as regional scope ― European Association of Zoos and Aquaria (EAZA), Association of Zoos and Aquariums (AZA), Asociación Latinoamericana de Parques Zoológicos y Acuarios (ALPZA) and European Union of Aquarium Curators (EUAC).

 The ex-situ reproduction programmes which are operated in international and regional cooperative frameworks are a guarantee for the accomplishment of the Zoos and Aquariums’ mission and allow the constitution of precious gene banks as well as the safeguard of live specimens and populations of endangered wild species.

 Both on regional and international levels, the Zoos and Aquariums count with the support of Taxon Advisory Groups (TAG). These are workgroups constituted by specialists of the respective taxa (taxonomic units which congregate related groups of biological organisms).

 The TAG develop Regional Collection Plans which are an important working platform for all Zoos and Aquariums, and are likewise essential for the species conservation on a global level. These regional plans also identify the species which should be put under intensive management, through the European Endangered Species Programmes (EEP), as well as the maintenance of population records in the respective Studbooks.

 The European Endangered Species Programme (EEP) enables the combined action of Zoos and Aquariums, always with the perspective of the maintenance of demographically and genetically healthy populations, aimed for the ex-situ species conservation and its eventual reintroduction in the natural habitat.

 The European Studbook (ESB) or International Studbook (ISB) is a record keeping database referring to a certain species and containing essential information for the specimens interchange between the Zoos and Aquariums occurring all over the world.

The APZA members participate in over one hundred endangered species breeding programmes, namely EEP, ESB and/or ISB.

In total, the regional and international programmes collate and update the biological data of around 1000 groups of species, which are distributed by the different associate regions, and thus guarantee the most extensive and accurate ex-situ population database.

For further information, see the respective websites of the APZA members.




EDUCAÇÃO

A APZA tem como principal objectivo promover a colaboração entre Zoos e Aquários em Portugal, representando instituições nacionais que contribuem para a Conservação da Natureza e da Biodiversidade.

 A importância da Educação para a Conservação

 Para que a conservação seja bem-sucedida, as pessoas precisam  de ser informadas e estimuladas no sentido de um melhor conhecimento das ameaças que a Natureza enfrenta. Os membros da APZA têm um papel importante, protegendo a natureza e a vida selvagem tanto em zoos e aquários como ainda no habitat natural, sendo que a educação para a conservação é essencial nos zoos e aquários da APZA. A educação para a conservação não se limita a quem nos visita, pode acontecer na comunidade local, em parceria com outras organizações, em projectos in situ e em colaboração em escala global.

As instituições membros da APZA apoiam o WZACS: World Zoo and Aquarium Conservation Strategies (WAZA, 2005 e 2015) cujo principio fundamental é a educação e a formação e ainda a EAZA Conservation Education Standarts (2016) que fornece uma abordagem coordenada para a prática de educação para a conservação em zoos e aquários.

  Declaração de  Missão: Promoção de informações que contribuam para minorar a extinção da biodiversidade através da educação para a conservação, ligando as pessoas à natureza e encorajando a mudança de comportamentos em todas as pessoas que se envolvem com zoos e aquários anualmente.

A educação para a conservação inclui diversos objetivos, métodos, recursos e mensagens. A APZA reconhece a diversidade entre zoos e aquários dentro dos seus membros e reconhece que a escala de educação em conservação de cada zoo ou aquário deve ser proporcional ao tamanho.

 Segue-se um conjunto de normas de orientação:

  1.  - O papel da educação para a conservação deve estar reflectido na missão escrita dos zoos e aquários;
  2.  - Os Zoos e Aquários devem ter um plano escrito de educação para a conservação que deve delinear as respectivas actividades;
  3.  - Os Zoos e Aquários devem ter pelo menos uma pessoa, com experiência, responsável por liderar e implementar o plano de educação;
  4.  - O Zoos e Aquários devem proporcionar oportunidades de aprendizagem tanto nos respectivos espaços como através do site e on line;
  5.  - A Educação para a Conservação têm por objectivo sensibilizar as pessoas para a conservação da Natureza e incentivar comportamentos sustentáveis;
  6.  - A educação para a conservação deve ser parte integrante do desenho das várias instalações e exposições;
  7.  - A educação para a conservação deve estar orientada para atender diferentes públicos e necessidades;
  8.  - As mensagens educativas de conservação devem basear-se em fatos científicos;
  9.  - O Zoos e Aquários devem apresentar informações precisas e relevantes sobre as espécies exibidas;
  10.  - Os Zoos e Aquários devem educar o seu público sobre o seu próprio trabalho de conservação, directo e indirecto;
  11.  - Os Zoos e Aquários prestam adequado apoio ao pessoal envolvido na educação para a conservação através de desenvolvimento profissional contínuo e formação para poder cumprir os objectivos do Plano de educação para a conservação;
  12.  - Os Zoos e Aquários avaliam os seus programas de educação para a conservação utilizando métodos apropriados;


EDUCATION

APZA's main objective is to promote collaboration between zoos and aquariums in Portugal, representing national institutions that contribute to nature conservation and biodiversity.

 The importance of conservation education in zoos and aquariums

 If conservation is to succeed, people need to be informed and encouraged in order to better understand the threats that Nature faces. APZA members play an important role, protecting nature and wildlife in both zoos and aquariums and still in the natural habitat, and conservation education is essential in APZA zoos and aquariums. Conservation education is not limited to those who visit us, it can take place out  in the local community, in partnership with other organizations, within in situ projects and collaboratively on a global scale.

APZA's member institutions support the WAZACS: World Zoo and Aquarium Conservation Strategies (WAZA, 2005 and 2015), whose key focus is education and training, and the EAZA Conservation Education Standards (2016), which provides a coordinated approach to the practice of Conservation education in zoos and aquariums.

 Conservation Education Mission : Promoting information that contributes to reducing the extinction of biodiversity through conservation education, connecting people to nature and encouraging behaviour change in all people that engage with APZA zoos and aquariums annually.

 Conservation education includes a broad range of purposes, methods of delivery, unique resources and messages. The APZA also recognizes the diversity of zoos and aquariums within its membership and recognizes that the scale of conservation education in each APZA zoo or aquarium should be proportional to size of its operations. 

The Standards Guidelines are listed below:

  1. 1  The conservation education role of the zoo must be reflected in its written mission;
  2. Zoos and Aquariums must have a written conservation education plan that outlines their activities;
  3. Zoos and Aquariums must have at least one member of staff with the necessary experience and qualifications that are responsible for leading and implementing the conservation education plan;
  4. Zoos and Aquariums must provide opportunities to learn about conservation within and outside the zoo site on online;
  5. Conservation education should aim to raise awareness of biodiversity loss, connect people to nature and encourage sustainable behaviours;
  6. Conservation education must be an integral part of exhibit design;
  7. Conservation education should be geared towards meeting different audiences and needs;
  8. Conservation education messages must be based on scientific facts;
  9. Zoos and Aquariums must present accurate and relevant information about the species exhibited;
  10. Zoos and Aquariums should educate their audiences about their own conservation work, direct and indirect contributions to conservation;
  11. Zoos and Aquariums should support staff involved in conservation education with the appropriate continuous professional development and training to be able to meet the aims of the conservation education plan;
  12. Zoos and Aquariums must evaluate its conservation education programmes using appropriate methods.


INVESTIGAÇÃO

A investigação é fundamental para que os planos de conservação de espécies e dos ecossistemas tenham uma maior taxa de sucesso.

Os Zoos e os Aquários individualmente, e colectivamente na comunidade zoológica, colaboram na comunidade cientifica sendo reconhecida a sua importante contribuição na investigação aplicada à conservação das espécies e seus habitats.

Neste sentido a investigação em parques zoológicos permite reunir informações da biologia, reprodução e comportamento das espécies, necessárias aos planos de gestão das populações zoológicas e essências para o estabelecimento de medidas de conservação adequadas ao habitat natural.

Os membros da APZA participam activamente em linhas de investigação assumindo parcerias com diversas unidades de pesquisa, universidades nacionais e internacionais e colaborando com outros grupos de especialistas.

A dedicação da APZA , e o trabalho dos seus membros, são um contributo fundamental na promoção e cooperação para a conservação a uma escala global!

SCIENTIF RESEARCH

Scientific research is fundamental for the achievement of a greater success rate attained by the species and ecosystems conservation plans.

The Zoos and Aquariums on an individual level, and also collectively through the zoological community, collaborate with the scientific community. Their important contribution for the scientific research applied to the conservation of endangered species and respective habitats is duly acknowledged.

In this respect, the scientific research activity which is conducted in the zoological parks enables the compilation of information regarding the biology, reproduction and behaviour of the species. This information is necessary for the elaboration of the zoological population management plans and it is essential to the establishment of conservation measures which are suitable to the natural habitat.

The APZA members actively participate in scientific research lines in partnership with diverse research units, as well as national and international universities, and other specialist groups.

The APZA dedication and the labour of its members are a key contribution for the promotion and cooperation towards nature conservation on a global scale.


Comments